Disjuntor: o que é e o que fazer quando desarmar?

Materiais Elétricos e Ferramentas
3 de dezembro de 2020 / Comentar

O disjuntor é um dispositivo para garantir a segurança nas instalações elétricas. Leia um pouco mais a respeito!

Quantas vezes sua casa ficou sem luz quando você precisou tomar um banho quente? Ninguém merece causar um apagão dentro de casa só para poder tomar um banho mais confortável no inverno, não é mesmo?

Mesmo sendo esta uma situação conhecida nas residências brasileiras, é bastante perigosa devido a grande sobrecarga de energia. Mas, quais são as medidas que devemos tomar para que isso não aconteça?

Vamos então discutir neste artigo sobre o que fazer quando acontecer de o disjuntor desarmar para garantir a segurança da sua casa! Acompanhe nos próximos parágrafos:

Disjuntor elétrico: o que é isso?

O objetivo principal de um disjuntor é garantir a segurança elétrica do ambiente. Quando ele desarma, significa que o local atingiu a sua capacidade máxima de eletricidade.

Como isso acontece? Para evitar que os fios superaqueçam, o disjuntor interrompe a corrente elétrica, fazendo com que ele desarme e desligue tudo dentro de casa.

Trata-se de um papel essencial nos circuitos elétricos. Afinal, sem ele, certamente aconteceriam curtos-circuitos ou mesmo incêndios dentro dos lares, estando a segurança elétrica vulnerável.

Antigamente, usavam-se fusíveis que, ao atingir a capacidade máxima, queimavam. Era necessário sempre trocar os fusíveis queimados quando situações como esta aconteciam.

Assim, os disjuntores vieram para substituir este inconveniente, já que ele apenas desarma. E, não precisam realizar nenhuma troca, sendo que o disjuntor possui uma mola que, quando a capacidade máxima de energia é atingida, ela interrompe a passagem da corrente elétrica. Para voltar ao normal, é só ligá-lo novamente. Prático e fácil!

Evitando que o disjuntor desarme

Para evitar que o disjuntor desarme, é importante tomar algumas medidas de precaução para prevenir acidentes domésticos. Veja quais são:

  • Verifique se a instalação elétrica é compatível com a quantidade de equipamentos existentes em sua residência. Caso, a incidência de desarmes de disjuntos em sua residência seja frequente, recomenda-se a verificação de todo sistema elétrico por um profissional;
  • Evite ligar vários equipamentos de alta potência, se o disjuntor suportar uma potência elétrica inferior;
  • Evite ligar ao mesmo tempo vários equipamentos elétricos em uma mesma tomada ou benjamins;
  • Tenha mais de um disjuntor em seu ambiente;
  • Faça a manutenção dos circuitos elétricos com frequência.

Segundo dados do Anuário Estatístico sobre Acidentes de Origem Elétrica de 2019, da Abracopel, no ano anterior, 1.424 acidentes de origem elétrica aconteceram em nosso país. Desse número, 537 foram causados por sobrecarga ou curto-circuito.

Lembre-se que a sua segurança é algo que deve ser sempre priorizado. Frisamos ainda que os materiais devem ser de qualidade garantida. Então, aqui vai mais uma dica incrivelmente valiosa para você:

Agora que você já aprendeu um pouquinho mais sobre um disjuntor elétrico, como ele funciona e o que é necessário fazer para garantir a segurança do seu ambiente, conheça a nossa linha de disjuntores em nossa loja virtual! Basta clicar aqui!

Em caso de dúvidas, entre em contato com a gente e até o próximo post!

Compartilhe essa matéria utilizando suas Redes Sociais